E.E.B. SILVA JARDIM

Menu

Links

Icq Status

Conheça Nossa Escola

Conheça nossa Escola

IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA


ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA SILVA JARDIM

Parecer 209/87
Portaria Estadual 132/87 de 12/03/87
CNPJ: 83.601.047/0001-38
Inscrição Estadual: Isento
Inscrição Municipal: Isento
Entidade Mantenedora – Estado de Santa Catarina e administrada pela
Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia
Filiado ao Sistema Estadual de Ensino
Rua Anitápolis, 175 – Centro
Alfredo Wagner – SC
CEP: 88450-000
Fone/Fax: (48) 3276 1392
e-mail: silva_jardim@sed.sc.gov.br


EQUIPE GESTORA:

*Diretora:
ELIZIANE WERLICH SCHMITZ

*Assessora de direção:
ZORENE BOLL

*Assistente de Educação:
CARLA TERESINHA FERREIRA MULLER

*Administrador Escolar:
NAZARENO DIAS

*Assistente Técnico-Pedagógico:
MARIA DE FÁTIMA SCHWEITZER WAGNER
MARIA ELIZA SCHWEITZER BERGMANN


EQUIPE SERVIÇOS GERAIS:
Gisele S. Kreuch
Isolete Hasse
Jocélia M. da Rosa
Lúcia Adelir Heiderscheidt
Angelita de Souza
Jânia G. Scheitz
Valdonir França.

DIMENSÃO FÍSICA


A Escola de Educação Básica Silva Jardim, situada na Rua Anitápolis, 175, no centro de Alfredo Wagner, próximo a Prefeitura, Banco do Brasil, Banco do Estado de Santa Catarina e Secretaria Municipal de Educação.
Atualmente, a instituição possui uma área total de 10.000 m² doada por José de Campos no ano de 1953. A escola possui uma área construída em alvenaria de área construída de 1.779,33 m², coberta com telhas francesas mais um ginásio de esporte coberto denominado João Sequinel Neto*, com área construída de 854,90 m², e a área ocupada pela Secretaria Municipal da Educação é de aproximadamente 250,00 m².
A Escola atende atualmente 960 alunos, distribuídos 34 turmas em 03 (três) turnos, (com séries iniciais, ensino fundamental e ensino médio), sendo 07 turmas de séries iniciais do Ensino Fundamental; 17 turmas de séries finais do Ensino Fundamental e 10 turmas de Ensino Médio. A Escola conta também com 01(uma) sala de SAEDE Misto (DA-DV-DM) Serviço de Atendimento Educacional Especializado.
A escola possui atualmente 13 professores efetivos e 25 admitidos em caráter temporário (ACT), 07 serventes e 01 diretor, 01 assessor de direção, 01 administrador escolar, 01 assistente de educação, 02 assistentes técnico-pedagógicos (60h). A Escola conta com a participação atuante da Associação de Pais e Professores (APP) e o Conselho Deliberativo para auxiliar, opinar, fiscalizar as questões administrativas, financeiras e pedagógicas.
A escola possui as seguintes dependências:
• 01 sala de direção;
• 01 secretaria;
• 01 biblioteca contendo livros didáticos, livros para pesquisas, livros de literatura infantil e outros para pesquisa nos trabalhos. A Biblioteca é atendida pelos Assistentes Técnico-Pedagógico;
• 01 cozinha;
• 01 sala para professores;
• 02 sanitários masculino com adaptação para portadores de necessidades especiais;
• 02 sanitários feminino com adaptação para portadores de necessidades especiais;
• 14 salas de aula fixas;
• 02 laboratórios de informática;
• 01 Auto Labor (laboratório de ciências);
• 01 auditório;
• 01 ginásio de esporte coberto denominado João Sequinel Neto*.
• 02 quadras de esportes;
• 01 área de serviço;
• 01 depósito;
• 01 espaço coberto (para as refeições dos alunos);
• 01 pátio lajotado.



HISTÓRICO

A origem da comunidade de Alfredo Wagner se deu em 1840, quando o Coronel Serafim Muniz de Moura, seus familiares e mais dezenove colonos (soldados) estabeleceram-se às margens do Rio Itajaí do Sul, no lugar hoje denominado Catuíra, onde requereu uma gleba de terras de duas léguas em quadro. Foi pelo Decreto Nº 1.155 de 08.11.1853, fundada a Colônia Militar de Santa Tereza que contava então com 51 militares e mais 61 pessoas das famílias dos praças.
A colônia arrastava-se numa lenta evolução. Atribuía-se esta morosidade à falta de hábito para o trabalho dos colonos militares. Em 1890, veio a então Colônia, o senhor Augusto de Lima, acompanhado de mais alguns colonos e subindo o Rio Itajaí do Sul, estabeleceram-se na barra do Rio Adaga e Rio Caeté, armando suas barracas onde se encontra hoje a Igreja Matriz de Alfredo Wagner, lugar que passaram a chamar de Barracão, assim a colônia prosperou e mais tarde transformou-se em município, em 29.12.61 de acordo com o decreto Nº 868 de 26.12.61.
Hoje temos uma população de aproximadamente 9.000 habitantes, sendo Alfredo Wagner, um dos principais produtores de cebola de Santa Catarina. Seu povo, na maioria se dedica à agricultura e ao comércio.
A localidade é pequena, calma e a situação financeira é regular. O nível de cultural está entre o Ensino Fundamental e Médio. As crianças na faixa etária de 06 a 14 anos procuram a Escola de Educação Básica Silva Jardim, para receber instrução de Ensino Fundamental e Médio. No espaço da Instituição funcionam cursos de nível superior oferecidos pela UNIASSELVI, FACVEST, EDUCOM,como também, especialização em Práticas Interdisciplinares da FACVEST.
Quanto aos serviços comunitários, têm sido notáveis o desempenho do Lions Club e grupos religiosos, através de campanhas filantrópicas.
A instituição possui uma área de 10.000 m2, doada por José de Campos no ano de 1953, sendo que apenas 6.600 m2 é de área ocupada e a área construída é de 1.272,15 m2.

DIAGNÓSTICO

A Escola de Educação Básica Silva Jardim, situada na rua Anitápolis, 175, no centro de Alfredo Wagner, próximo a prefeitura,Banco do Brasil, Banco do Estado de Santa Catarina e Secretaria Municipal de Educação.
A escola possui uma área construída em alvenaria de 1.272,15 m², coberta com telhas francesas e dotada das seguintes dependências:
• 01 sala de direção;
• 01 secretaria;
• 01 cozinha;
• 01 sala para professores;
• 02 baterias de sanitário masculino;
• 02 baterias de sanitário feminino;
• 14 salas de aula fixas;
• 02 laboratório de informática;
• 01 auditório;
• 01 ginásio de esporte;
• 02 quadras poliesportivas;
• 01 área de serviço;
• 01 depósito;
• 01 espaço coberto (para as refeições dos alunos);
• 01 pátio lajotado;

A escola atende atualmente 957 alunos, distribuídos em 34 turmas, 3 turnos, (com séries iniciais, ensino fundamental e ensino médio), 14 professores efetivos e 27 admitidos em caráter temporário, 07 serventes e 04 pessoas no setor administrativo.
A instituição educacional conta com o apoio da Associação de Pais e Professores, do Conselho Deliberativo Escolar e do Grêmio Estudantil.
Os alunos que residem na zona rural do município, são atendidos pelo transporte escolar (convênio do estado com o município).
As festas tradicionais da Comunidade Alfredense são: festa de São Sebastião (20 de Janeiro), Festa dos Motoristas (mês de maio), Padroeiros São Bom Jesus (06 de agosto) e a Festa Junina do Colégio (junho).
A escola desenvolve trabalhos de conscientização sobre: datas cívicas como dia das mães, dia dos pais, páscoa na praça, dia mundial de combate a exploração infantil, 7 de setembro, dia da bandeira, meio ambiente, dia do idoso, semana da criança, dia do estudante, proclamação da república, semana do trânsito, dia do professor, dia de Santa Catarina, semana da água, entre outros, etc.
As manifestações artísticas e culturais acontecem na Sociedade Recreativa União Clube, Ginásio de Esportes municipal e escolar e no auditório da instituição educacional.
Os alunos que participam dos jogos regionais e micro - regionais têm suas faltas justificadas e os professores procuram sempre fazer trabalhos e provas antecipadamente para que os mesmos não sejam prejudicados, ou em outra data após os jogos.


FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA

Sendo o aluno, o segmento de maior importância em todo processo educacional, inclusive aqueles com necessidades especiais; a escola objetiva trabalhar por uma diretriz coletiva, buscando aprimorar os conhecimentos, que devem ser renovados sempre em busca de uma nova concepção do saber, visando integrá-los na sociedade para que possam dela participar como cidadãos livres e de livres ideais.
A escolarização básica, além do direito de todos, constitui um pressuposto indispensável para a construção de uma sociedade participativa e democrática.
A escola como organismo importante da sociedade, tem como função social levar os alunos a compreender que são peças fundamentais dessa sociedade; que tem uma história que não pode ser ignorada; que são construtores da sua própria história; que devem ser agentes transformadores da sociedade em que vivem, onde todos devem ter condições de vida digna de seres humanos e que possa exercer sua cidadania.


OBJETIVOS

Objetivo Geral: Buscar em nossa ação educacional, a transformação, a inclusão social na sociedade em que vivemos, oferecendo escolaridade para todos, inclusive para pessoas portadoras de necessidades especiais, valorizando a família, a convivência entre as diversas etnias, culturas e a luta permanente na diminuição das diferenças econômicas, sociais e políticas.


Objetivos Específicos: • Oportunizar os alunos de aprendizagem lenta, o acesso a outras metodologias, evitando a repetência;
• Combater a evasão escolar;
• Diminuir as desigualdades;
• Combater o analfabetismo;
• Inserir os pais no processo educacional;
• Desenvolver o gosto e o zelo pela escola,
• Despertar a criatividade;
• Formar lideranças;
• Levar o aluno a analisar o mundo que os cerca e posicionar-se diante dele;
• Levar o aluno a construir novos conhecimentos;
• Promover recuperação imediata dos conteúdos,
• Oferecer sala de recursos para deficientes auditivos e de baixa visão;
• Realizar gincanas;
• Proporcionar ao aluno um ambiente agradável;
• Envolver os alunos no recreio participativo com o “Projeto: Recreio Monitorado”;
• Participar de eventos esportivos.


AÇÕES DESENVOLVIDAS PARA ATINGIR OS OBJETIVOS

• Inserir os pais no processo ensino-aprendizagem, nas homenagens cívicas, festas, reuniões, gincanas, campeonatos e dramatizações;
• Desenvolver o gosto e o zelo pela escola, participando da limpeza do pátio, através de um cronograma. Fiscalizando e cobrando dos colegas à conservação da mesma;
• Proporcionar aos alunos oportunidades de expressar suas opiniões, construindo novos conhecimentos;
• Incentivar os alunos para a coleta seletiva do lixo dentro e fora do ambiente escolar, promovendo assim mudanças de atitude em relação ao gerenciamento do lixo;
• Realizar encontros culturais a nível municipal e posteriormente encontros regionais, gincanas estudantis, feiras multidisciplinares, despertando a criatividade e desenvolvendo competências e habilidades nos alunos;
• Oportunizar aos alunos com deficiências auditivas, visuais, físicas a integração desses no ensino regular e na sociedade, através da utilização de recursos, ações pedagógicas oferecidas pelos professores e pela sala de recursos;
• Uso do uniforme por todos os alunos do Ensino Fundamental, sendo que desta forma consigamos diminuir a desigualdade social;
• Proporcionar ao aluno um ambiente agradável, para que o mesmo sinta-se bem, evitando assim a evasão escolar e a repetência;
• Através do “Projeto: Recreio Monitorado” coordenado pelos professores e direção, busca a supervisão da interação dos alunos, tais como as brincadeiras e jogos que acontecem.